LEISHMANIOSE MATA!

A Leishmaniose é uma doença infectocontagiosa causada por um protozoário, conhecido como Leishmania spp., o qual é transmitido pela picada do mosquito flebótomo infectado, também conhecido como “mosquito palha” ou “birigui”. É considerada uma zoonose e pode acometer homens, cães e gatos.

Como ocorre a transmissão?
A transmissão da doença ocorre EXCLUSIVAMENTE pela picada do mosquito infectado. Mordidas, lambidas, arranhões e contato físico não transmitem Leishmaniose. É necessário o inseto para que possa haver a transmissão e transformação do parasita.

Quais são os principais sintomas?
Os principais sintomas são: perda de pelos em focinho, orelhas e região dos olhos, crescimento anormal das unhas, emagrecimento progressivo, descamação seca da pele, pelos quebradiços, nódulos na pele, úlceras, febre, atrofia muscular, fraqueza, anorexia, falta de apetite, vômito, diarreia, lesões oculares e sangramentos. Nas formas mais graves, a Leishmaniose pode acarretar anemia e outras doenças imunes.

Como é realizado o diagnóstico?
O diagnóstico é realizado pelo medico veterinário através de exames que comprovem a existência do parasita no organismo do animal.

Meu animal foi diagnosticado com Leishmaniose. Posso tratá-lo?
Sim. O tratamento da Leishmaniose canina deixou de ser proibido no Brasil e atualmente é tratado com a única droga licenciada no pais, o Milteforan. O tratamento é realizado com a supervisão do médico veterinário. Mas é importante salientar que apesar do tratamento o animal sempre será portador da doença.

Como posso prevenir que meu cão adquira a doença?
A prevencão deve começar dentro de casa. Use repelentes a base de citronela no seu quintal. No seu animal deve ser usado produtos que possuam acao repelente contra o mosquito palha. Os produtos que lideram esse nicho de mercado são as coleiras repelentes (Leevre, Scalibur e Seresto) e inseticidas (Vectra 3D e FrontLine Tri-Act).

Quais são as vantagens da vacina recombinante Leish-Tec®?
✅ Um cão vacinado com Leish-Tec® não dá positivo no teste sorológico para detecção da doença.
✅ Tem reduzida incidência de efeitos pós-vacinais.
✅ Produz resposta imunológica altamente especí‑fica e segura. Vantagens advindas do emprego de modernos processos, como a tecnologia de DNA recombinante, resultante da parceria entre Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Hertape Saúde Animal.
✅ A vacina deverá ser usada somente em cães assintomáticos com resultados sorológicos negativos para Leishmaniose Visceral.
✅ A vacina Leish-Tec® não protege 100% dos cães, portanto, animais vacinados podem adquirir a infecção e se tornarem portadores infectantes para o vetor.
✅ A vacinação não é o único instrumento de prevenção e controle desta enfermidade. Outras medidas devem ser adotadas conforme normatização do Ministério da Saúde. Os animais que apresentarem sinais clínicos de Leishmaniose Visceral e reações sorológicas positivas estarão passíveis das medidas sanitárias vigentes.

Desta forma, a vacina Leish-Tec® torna-se a ÚNICA vacina no Brasil a cumprir a determinação da Instrução Normativa Interministerial Nº31/2007 e ter o Estudo de Fase III aprovado pelas duas instituições de vigilância e controle da Leishmaniose Visceral no Brasil.

Proteja seu pet. Traga para fazer o exame e a vacina no Centro Veterinário Barão do Amazonas.

Combo: Exame + 3 doses da vacina: R$ 520,00.

Feliz Natal

natal_2016-v2

Queridos clientes.

Além de desejar um Natal de muito amor e paz para todos, gostaríamos também de agradecer.
Obrigado por acreditar e confiar em nossos profissionais e por nos ajudar a crescer.
Sem vocês, o Centro de Atendimento Veterinário Barão do Amazonas não teria alcançado o grau de excelência que chegamos e nem mesmo teria vencido os desafios que surgiram pelo caminho.
Tudo o que conquistamos foi graças a vocês e aos nossos queridos pets.

Por isso, desejamos a todos um Natal repleto de paz, amor e esperança, e que 2017 venha cheio de energia, saúde e muitas realizações.
Obrigado por estarem presentes em nossa história.

Especialistas em saúde pet

especialistas_cvba_05-dez2016

A Medicina Veterinária também evoluiu muito nos últimos anos. Hoje em dia existem especialistas nas mais diversas áreas da saúde e animal e sempre acompanhando esta evolução, o Centro Veterinário Barão do Amazonas apresenta sua equipe de médicos especialistas em saúde pet.

Com atendimento individualizado feito por veterinário especialista em cada área, seu pet é diagnosticado com mais precisão e tratado com maior eficiência e sucesso. E ele conta ainda com o acompanhamento por toda a vida.

Não descuide da saúde de quem nunca deixa lhe faltar amor.
Marque sua consulta: (51) 3336.5239 ou (51) 3339.2885.

Centro Veterinário Barão do Amazonas.
R. Barão do Amazonas, 1450 – Jardim Botânico – Porto Alegre/RS.



separador

NEFROLOGIA E UROLOGIA DE CÃES E GATOS

nefro
Atualmente, com o aumento da expectativa de vida de nossos pets, várias doenças degenerativas estão se tornando mais prevalentes. Entre elas, as doenças do trato geniturinário, são muito importantes, pois apresentam-se como grande desafio para os clínicos de pequenos animais, por diversos fatores. Um dos principais fatores são as complicações decorrentes destes distúrbios, uma vez que o aparelho urinário é de extrema importância na manutenção da homeostase, regulando o equilíbrio hidroeletrolítico e ácido-base. Quando há um mau funcionamento nesta importante via excretora, podem ocorrer diversas alterações metabólicas, que prejudicam a qualidade de vida, levando o paciente a óbito.
Existem diversos tipos de doenças renais, com prognósticos e tratamentos diferentes. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado, podem aumentar a expectativa e qualidade de vida dos pacientes de forma significativa.

dr_alexandreO Prof. Dr. Alexandre Martini de Brum formou-se em Medicina Veterinária na UFRGS e, posteriormente, realizou residência em clínica médica de pequenos animais, mestrado e doutorado, com ênfase em nefrologia de pequenos animais, na FCAV-UNESP/Jaboticabal. Instituição na qual foi médico veterinário do serviço de Nefrologia e Urologia de Cães e Gatos durante três anos. Também foi professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Franca/SP e Ritter dos Reis /RS. Atualmente ministra palestras e cursos na área de Nefrologia e Urologia em todo o país. Realiza consultoria especializada na área de Nefrologia e Urologia de pequenos animais para Clínicas e Hospitais de Porto Alegre e região, trabalhando também com medicina integrativa e preventiva, entre elas, ozonioterapia, terapia com células-tronco e nutrologia. Atende no Centro Veterinário Barão do Amazonas somente com hora marcada. Agende a consulta para seu melhor amigo pelos fones (51) 3336 5239 e 3339 2885.



separador

OZONIOTERAPIA VETERINÁRIA

petz_
A terapia com ozônio é nova no Brasil, mas muito utilizada na medicina há mais de 60 anos em países como Rússia, Cuba e Alemanha. A Ozonioterapia estimula os sistemas antioxidantes, possui ação vasodilatadora e ação antisséptica. Desta forma esta indicada para todos os distúrbios isquêmicos, inflamatórios, álgicos, infecciosos, oncológicos e oxidantes. O tratamento de várias doenças pode ser beneficiado significativamente pela terapia com o ozônio, fato este confirmado por uma série de investigações científicas e de publicações internacionais. Outras utilizações importantes são nas terapias detox, anti-agging e antioxidante, auxiliando na limpeza do organismo, e assim evitando surgimento de doenças degenerativas, imunemediadas e neoplásicas. De modo geral, o ozônio medicinal é também aplicado paralelamente a outros medicamentos, podendo ser utilizado como terapia complementar.

dr_alexandreO Prof. Dr. Alexandre Martini de Brum formou-se em Medicina Veterinária na UFRGS e, posteriormente, realizou residência em clínica médica de pequenos animais, mestrado e doutorado, com ênfase em nefrologia de pequenos animais, na FCAV-UNESP/Jaboticabal. Instituição na qual foi médico veterinário do serviço de Nefrologia e Urologia de Cães e Gatos durante três anos. Também foi professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Franca/SP e Ritter dos Reis /RS. Atualmente ministra palestras e cursos na área de Nefrologia e Urologia em todo o país. Realiza consultoria especializada na área de Nefrologia e Urologia de pequenos animais para Clínicas e Hospitais de Porto Alegre e região, trabalhando também com medicina integrativa e preventiva, entre elas, ozonioterapia, terapia com células-tronco e nutrologia. Atende no Centro Veterinário Barão do Amazonas somente com hora marcada. Agende a consulta para seu melhor amigo pelos fones (51) 3336 5239 e 3339 2885.



separador

DÁLMATA

dalmata
Hoje vamos falar sobre os Dálmatas, estes lindos, elegantes e “pintadinhos” cães que se tornaram muito famosos graças aos 101 da Disney.

Assim como o Labarador e o Golden, o Dálmata é um cão muito ativo, que adora exercícios e brincadeiras. Foram muito populares na Croácia, principalmente em uma região chamada Dalmácia (o que explicaria o nome da raça), mas existem divergências quanto a sua origem. Os Dálmatas já foram utilizados como cães de guarda, de caça, pastoreio e até mesmo no auxílio de tarefas como a dos bombeiros no resgate de pessoas.

São inteligentes e muito leais e protetores. Apesar de muito silenciosos, irão latir quando sentirem que algo está acontecendo por perto. Seu olfato é altamente desenvolvido. E por ter muita energia, precisam de disciplina. Procure ensinar seu Dálmata desde pequeno sobre o que ele pode fazer e ajude-o a gastar energia com muitas brincadeiras.

Os filhotes geralmente nascem brancos com pequenas manchas, mas em torno de 3 semanas de idade já começam a desenvolver as manchas características da raça. Na idade adulta, podem chegar aos 60cm, com cerca de 25kg de peso. Sua expectativa de vida é de 10 a 14 anos.

Um banho a cada 15 dias é suficiente para manter sua higiene. A surdez acontece muito na raça, que também pode apresentar problemas renais e hepáticos, e por isso é importante que as consultas ao veterinário sejam regulares. E para isso a equipe do Centro Veterinário Barão do Amazonas está sempre a postos.

🙂



separador

Shiba

shiba

Shiba Inu é uma raça rara de cães, mas muito popular em seu país de origem: o Japão. É um cão lindo, né?

O Shiba é um ancestral do Akita e por isto é muito semelhantes. Mas o Shiba é menor, chegando a cerca de 40 cm de altura. Seu nome vem do dialeto da região de Nagano, que significa “pequeno cão”.

É um ótimo cão de companhia. Independente e bom caçador de pequenos animais, é o cão símbolo da Família Imperial Japonesa. Segundo os orientais, a raça traz sorte para o seu dono. Ele tem muita energia, gosta de brincadeiras e aventuras. Se você tem um Shiba, leve-o sempre que possível para passear e gastar energia ao ar livre.

Seu pelo longo exige cuidados com a higiene. Para isso, conte sempre com a equipe do Centro Veterinário Barão do Amazonas.



separador

CUIDADO COM AS PATINHAS

patas
Pata de cachorro também queima na calçada quente. Leve seu cão para passear somente nos horários em que o sol não está tão forte e as calçadas e asfalto não estão queimando.

Faça o teste antes de passear encostando seu pé ou mão na calçada por alguns minutos. Se ela está quente a ponto de queimar seus pés, ela também queimará a patinha do seu melhor amigo.

Prefira sempre os horários do início da manhã ou do final da tarde e ande sempre pela sombra.



separador

Pinscher

pinscher

Um cão de muita energia e que adora brincadeiras, o Pinscher é muito curioso, corajoso e muitas vezes imprudente. De origem alemã, ele parece uma versão miniatura do Doberman, mas na verdade ele é uma raça mais antiga de terriers. Sempre atento e esperto, é um ótimo cão de guarda não pelo seu tamanho, mas pelo barulho que faz ao perceber a aproximação de um estranho.

É extremamente territorialista e defende seus donos com muita valentia, sem se importar com o próprio tamanho. Por esta caracterísitca, deve ser muito bem educado para que não fique neurótico e não exagere na proteção de seu dono e sua casa, podendo arrumar briga com as visitas ou vizinhos. Nunca atice seu pinscher para atacar, mesmo que quando filhote isso possa parecer engraçado, pois na idade adulta ele levará isso como um ensinamento. Opte por brincadeiras mais saudáveis e que gastem bastante energia para evitar o excesso de agressividade.

Tenha cuidado também com o local onde ele fica. Seu tamanho facilita as fugas para explorar o território. Lembre-se que ele é muito curioso e pode se aventurar nas pequenas escapadas e com isso não conseguir voltar para casa.

Sua saúde exige certos cuidados. A dentição dupla e os problemas de articulação são comuns, mas isso não reduz a alegria e vivacidade que ele pode trazer para um lar. Mantenha as vacinas e consultas sempre em dia e sua família será muito feliz com este mini cão de guarda.



separador