HEMODIÁLISE


HEMODIÁLISE VETERINÁRIA

As terapias dialíticas são terapias de substituição renal, quando os mesmos não são mais capazes de depurar o sangue. Não são terapias isoladas, mas uma etapa no processo de estabilização de pacientes críticos, a fim de facilitar a resposta às terapias convencionais. Iniciar o tratamento de um paciente nefropata de forma precoce, aumenta de forma significativa as probabilidades de sucesso.
Esta modalidade de terapia surge como uma nova esperança, para aumentar a longevidade e qualidade de vida, evitando a realização de eutanásia, muitas vezes indicada de forma precoce e desnecessária.
Quando é possível realizar as terapias dialíticas:
– Pacientes com lesão renal aguda que não respondem ao tratamento convencional nas primeiras 48h;

– Pacientes com doença renal crônica com valores de creatinina superior a 4,0mg/dL ou ureia superior a 150,0mg/dL;

– Pacientes em choque séptico;

– Intoxicações por substâncias de baixo peso molecular e hidrossolúveis. Lista de toxinas mais comuns dialisáveis:

• Etanol, paracetamol, aspirina, morfina.
• Amicacina, gentamicina, amoxicilina, cefalexina, ceftriaxona, cloranfenicol, nitrofurnatoína, metronidazol, sulfa, fluconazol, aciclovir, AZT.
• Gabapentina, fenobarbital, fenitoína, primidona.
• Carboplatina, ciclofosfamida, metotrexato.
• Atenolol, enalapril, lisinopril, metoprolol, nitroprussiato, sotalol, digoxina.
• Azatioprina, metilprednisolona, alopurinol, clorferinamina, metformina, minoxidil, ranitidina, teofilina.


Os pacientes em Hemodiálise necessitam geralmente de 1 a 4 sessões, dependendo da severidade do quadro. O ideal é que fiquem internados no Hospital em que as sessões serão realizadas, para manutenção do cateter central, evitando estresse e riscos desnecessários para o paciente. Após a alta da última sessão, o paciente retorna para a clínica/hospital de origem a fim de continuar o tratamento com o clínico responsável.


O Prof. Dr. Alexandre Martini de Brum formou-se em Medicina Veterinária na UFRGS/RS e, posteriormente, realizou residência em clínica médica de pequenos animais, mestrado e doutorado, com ênfase em nefrologia e urologia veterinária, na FCAV-UNESP/Jaboticabal. Instituição na qual foi médico veterinário responsável pelo serviço de Nefrologia e Urologia de Cães e Gatos do Hospital. Também foi professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade de Franca/SP e Ritter dos Reis /RS, totalizando 10 anos como docente. Atualmente atende nas principais clínicas de Porto Alegre/RS como Nefrologista e Urologista, trabalhando também com medicina integrativa e preventiva, entre elas, terapias com ozônio e células-tronco. Oferece consultoria especializada em todo território nacional nas áreas de Nefrologia e Urologia Veterinária de Pequenos Animais. Ministra palestras, cursos e aulas para pós-graduação na área de Nefrologia e Urologia em todo o país. É membro do Colégio Brasileiro de Nefrologia e Urologia Veterinária (CBNUV) e membro da Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária (SBCV). Atende no CENTRO VETERINÁRIO BARÃO DO AMAZONAS somente com hora marcada.

Agende o seu horário pelos fones (51) 3336.5239 ou (51) 3339.2885.